Madrid − Embaixada Brasileira, 2016


Na obra Trinta e Cinco Fragmentos, Simone Mattar explora de forma lúdica a questão do “pertencer” em diferentes culturas. Infâncias, memórias, sonhos, medos e sacrifícios transpõem as barreiras do corpo, mostrando a fragilidade do pertencimento e a real dimensão de nosso permanente descaber.